domingo, 1 de novembro de 2009

Infarto da glândula perianal


Gente, to dodói!
Vocês já ouviram falar na glândula perianal? É uma glândula que nós, cachorrinhos, temos ali perto do fiofó e que, às vezes, entope. Ela segrega um cheirinho do qual, nós cachorros, gostamos muito. Nada pessoal! mas a gente abana o rabo por algum motivo, não é mesmo? E temos também nosso clássico meio de reconhecimento, através do olfato.
Bom, eu já tive, ano passado um infarto desta glândula, e precisei lancetar. Agora não foi tão grave, mas estou novamente em tratamento.
Estou tomando remédios.
O tratamento vai durar alguns dias, e inclui um antibiótico e um atiinflamatório via oral, mais massagem local com creme que reduz a dor e a inflamação. Como a região fica inchada, não dá pra fazer cocô, e então a Mana me dá óleo mineral, pra facilitar a evacuação. To amolado. Não é pra menos, gente! Logo no meu fiofó!
Felizmente a Cris lá da Lavanderia do Bicho, o Dr. Marcelo e Dra. Juliana estão cuidando muito bem de mim.
A foto mostra como estou agora, na fase de tratamento. O edema persiste ainda, e a região fica dolorida. É preciso cuidado. Como é a segunda vez que isso me acontece, a recomendação é que, a cada três meses, se proceda ao esvaziamento da glândula, coisa que é feita manualmente, na pet, pois, se o líquido se acumula, a glândula entope e incha muito. Fica quase do tamanho de um tomate. Daí há risco de infarto, como me aconteceu de repente ano passado, quando fiz uma pequena cirurgia, onde a glândula foi aberta com bisturi para retirada do líquido.
Sei que o meu Blog é lugar para falar de coisas boas, mas muita gente entra aqui também porque acha no Google referência a casos de saúde, como epilepsia canina, por exemplo. Ja ganhei amiguinhos por conta disso. A Mana, por sua vez, sempre responde aos e-mails que a gente recebe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário